18 outubro 2011

Raças: Lobisomens (MoonEyes)

Primeiro Lobisomem: Fenrir (Desaparecido)

Características Físicas (em se tratando de Sangue-Puro):

Pele escura, quase negra

Cabeços bem negros e cacheados, com alguns casos de cabelo ondulado a liso

Olhos azulados com um halo esverdeado (sangue-puro ou não). No caso dos Sangues-Puros, as cores dos olhos são mais fortes e brilhantes.

Altos

Traços típicos dos negros e dos italianos

Músculos desenvolvidos, sendo bem mais marcados nos homens

Mulheres com corpos voluptuosos

Quando transformados: Lobos do tamanho de leões, com o pêlo da cor dos cabelos, arrepiado, mandíbula forte e enorme.




Características Psicológicas:

Irritadiços

Inteligentes

Ambientalistas

Costumam participar de trabalhos voluntários

Quando Sangue-Puro, costumam ser do tipo que bate primeiro, pergunta depois

Quando transformados: Selvagens ao extremo e dificilmente se controlam.


Maior afinidade: Feitiços e Encantos relacionados à Terra, especialmente provocar coisas como terremotos.


Sociedade:

Divididos em Clãs

Sangues-Puros costumam liderar os clãs ou serem os guerreiros de primeira linha

Alguns clãs são famílias mafiosas da Sicília e da Espanha

Alguns Clãs prezam mais a natureza do que os humanos e costumam matar humanos sem peso na consciência

Outros Clãs prezam natureza e humanos, e por isso não os matam até que provem que merecem

Guerras entre clãs são típicas, assim como acordos de casamentos entre os Sangues-Puros para evitar que tais guerras ganhem grandes proporções

Qualquer um que venha a se transformar em Lobisomem é acolhido pelo Clã daquele que o transformou, onde aprende a se controlar e, caso seja humano, as nuances do mundo onde vive.


Atração Natural: Doppelgängers


Dom Natural: Transformar-se em Lobo, audição, visão e olfato extremamente aguçados


Curiosidades: O dom da transformação está inscrito no DNA daqueles que nascem Lobisomens, mas também há um código no DNA que faz com que seja produzido uma espécie de “Vírus”, na falta de uma palavra melhor, que, ao entrar em contato com o sangue de outra pessoa, vai se infiltrar nas células dessa pessoa que não é um Lobisomem e jogar a parte do DNA que define a transformação e a produção do “Vírus” no DNA original. É isso que faz com que alguém se transforme em Lobisomem.

Lobisomens podem doar sangue, desde que, antes, entrem em contato com um Alquimista (cada clã costuma ter o seu próprio, de confiança). Ele vai ganhar uma poção que deve tomar uma hora antes de fazer a doação. A poção mata os “Vírus” presentes naquele instante e paralisa temporariamente a produção, o que torna o sangue limpo do “Vírus” por um tempo.

A mesma poção é usada em pessoas que tiveram contato com o sangue de Lobisomens. Se, em até dois dias após o contato, a pessoa tiver essa poção injetada nas veias, não irá se transformar. Geralmente é usado com humanos que não deveriam ter tido tal contato ou quando os Clãs não estão aceitando novos membros.

Qualquer um de qualquer espécie (exceto Vampiros) pode ser transformado em Lobisomem. E nenhum Lobisomem pode ser transformado em Vampiro. Proteção natural do “Vírus”.