11 fevereiro 2017

Resenha: As Lendas de Yelena Zaltana 3 - Estudos sobre Fogo

Sem foto do livro porque ele só saiu em ebook no Brasil ç_ç Por queeeeeeeeeee, Harlequin? *chorando no cantinho
Editora: Harlequin
Autora: Maria V. Snyder
Páginas: Edição digital apenas


"- Você pode ajudá-los.
- Mas eu não...
- Garota egoísta. Prefere perder as suas habilidades a usá-las. E é o que vai acontecer. Você se tornará escrava de outro.
Suas palavras me esbofetearam no rosto.
- Mas eu as tenho usado o tempo todo.
- Qualquer um pode curar. Contudo, você se esconde de seu verdadeiro poder, e outros sofrem por isso." (pg. ??)



Esse livro, sinto admitir, li apenas no meu celular e baixado - eu realmente gostaria de comprar a versão digital na Amazon e ler no aplicativo no meu celular, mas a paranoia de comprar com cartão na internet é grande. Enfim. Vamos lá.

Difícil falar sobre a história em Estudos sobre Fogo sem dar spoiler dos livros anteriores, especialmente considerando como Estudos sobre Magia termina. Mas vou tentar.

Como o quote dá a entender, Yelena está discutindo com alguém. Esse alguém é o Homem da Lua, tentando mostrar para Yelena a verdade sobre seu dom de Descobridora de Almas. O que demora, por ser aquele tipo de coisa que o melhor é realmente aprender por si mesmo, ao invés de alguém apenas entregar de bandeja pra ela.

E é importante que Yelena descubra esses pormenores, porque para encontrar os dois fujões dos livro anterior e acabar com os planos de outros magos que envolve magia de sangue (Dragon Age feelings), ela precisa e muito deles. E tudo isso andando na ponta de uma faca para não deixar que uma guerra entre Ixia e Sitia estoure. A sorte de Yelena é ó, enorme *ironiaon*.

Yelena cresce nesse livro de uma forma difícil de explicar. Ela passa a preencher seu papel de Descobridora de Almas, perde o medo desse poder que outros e a história de seu mundo incutiram nela, e com isso, desvela pequenos mas importantes segredos quase óbvios sobre dois personagens que, querendo ou não, foram responsáveis por ela ainda estar viva e chegar onde chegou, e que nem mesmo esses sabiam. (Não, não vou contar quem)

E sopradores de vidro. Maria V. Snyder os usou nesse livro, e de forma incrível e que eu realmente gostei muito.

Vou parar por aqui com a questão da história. Como disse, difícil não dar spoilers relacionados aos livros anteriores ao falar do terceiro livro, porque é aquele livro onde tudo se encaixa, sabem.

O Homem da Lua é desenvolvido de uma forma incrível nesse livro. Ele ganha mais destaque na vida de Yelena, e mostra uma face mais "implacável", por assim se dizer, relacionada ao seu papel de Tecelão de Histórias de Yelena e as vidas que, de acordo com ele, dependem dela parar de se esconder de seu poder. Ele não é o único: o comandante Ambrose também é desenvolvido incrivelmente bem, e tenho a sensação de que pessoas trans provavelmente apreciariam de certa forma como o personagem é mostrado nesse livro. Yelena, como já mencionei, cresce muito. E eles não são os únicos bem desenvolvidos. Todos os personagens evoluem junto com a história, e eu realmente gosto de como a autora guia seus rumos.

A narrativa continua incrível, talvez até mais viva. A história contada é tão bem feita quanto, e é um ótimo encerramento ao arco dessa trilogia; repito que Yelena Zaltana nada deve às histórias mais conhecidas aqui no Brasil. E esse final de arco... Incrível. Achei o encerramento, a forma como Yelena lidou com a ameaça utilizando-se de seu poder, muito única e muito ideal.

Finalizando as resenhas da trilogia: eu definitivamente recomendo Yelena Zaltana. Leiam.

Classificação Final: