13 maio 2015

Arquivo Saga A Catedral: A Catedral

Tal nome foi dado tardiamente, no início da expansão do catolicismo. Não se sabe quem usou o termo primeiro, mas acabou se popularizando e o nome original - A Torre - está apenas nos registros dos Observadores e nas mentes dos Drachens Observadores mais antigos. Aparentemente, o termo é uma referência ao papel dos Mensageiros na Guerra num paralelo com o significado original da palavra Bispo (do grego episkopos e do latim episcopus: aquele que vê por cima, pelo alto, que supervisiona),  podendo ser usada não apenas no sentido religioso, mas também militar, entre outros; uma vez que a catedral é onde se encontra a cátedra do Bispo, e a originalmente Torre é onde os Mensageiros exercem plenamente seu poder como líderes contra Bruxos, Vampiros e Demônios, o termo "Catedral" parece se moldar muito bem.

Mas o que, exatamente, é a Catedral?

Hayato a descreve como um cruzamento entre dimensões, uma estrutura viva e com vontade própria. Dela, é possível ir para qualquer dimensão e universo paralelo existente. Nela, é possível encontrar viajantes de qualquer dimensão.

Ou seria possível.

A Catedral, de alguma forma, isolou uma parte de si dedicada à dimensão de Arely, onde a Guerra ocorre, evitando que ambos os lados recorram à magias, tecnologias e seres de outras dimensões, além de proteger as outras dimensões, caso os Portões do Inferno sejam abertos; teoriza-se que existe um Portão desses para cada dimensão, e que a Catedral possui tal mecanismo de defesa, de isolar uma dimensão com alto risco de abertura do mesmo, para evitar que todas as dimensões entrem em colapso. Alguns poucos Bruxos de grande poder, como Sabri, e Velhos Líderes e Guerreiros presenteados pela Catedral com uma Lágrima das Dimensões, são capazes de caminharem por entre as dimensões, embora não possam andar por toda a Catedral.

A Catedral também possui vontade própria, e de acordo com Hayato, um especial carinho pelos Mensageiros; ela se molda ao redor deles de acordo com o estado de humor, e embora  escolha os Observadores e presenteie alguns Mensageiros, é estranhamente neutra quando se trata das batalhas em si: nada faz para ajudar qualquer um dos lados. Além disso, frequentemente é ela quem interrompe as batalhas dentro de seu território de alguma forma, como fazendo surgir uma parede, e usando cipós, videiras, entre outras plantas e animais, para separar os mortos do campo de batalha para cada um de seus lados.

Os Drachens mais antigos afirmam ter apenas teorias sobre a Catedral e que possuem um conhecimento ínfimo sobre ela.