27 maio 2011

Magia: Como meu cérebro idiota a imaginou...


Olá olá olá olá!

Sabe, às vezes até eu me perco na forma como fiz tudo em Sangue dos Antigos... E resolvi que a Stacy explicando sobre Magia ao longo do livro ficou muito confuso e deixou claro que a última profissão que ela deve escolher é professora. Ela não sabe organizar ideias de forma coerente.

Stacy: Hei! Foi você que me fez assim! Aliás, você que escreve, então, você que não sabe organizar ideias direito!

Tenshi: Quieta! Eu apenas incorporo a personagem na hora de escrever. VOCÊ não sabe organizar ideias!

Eshe: Ok, ok, sem discussões...

Tenshi: Só porque o Eshe pediu. (abraça Eshe pelo pescoço como se ele fosse um bichinho de pelúcia).

Eshe, você é o melhor nas explicações. Poderia explicar como a Magia que coloquei no Mundo da Teia funciona?

Eshe: Claro!

Comecemos então...

Para realizar Magia, você precisa ter essência, ou aura, ou qualquer que seja o nome que você conheça, exceto Alma que é algo completamente diferente e não entra nessa discussão.

Você deve concentrar a essência e verbalizar ou usar algum símbolo para que o feitiço ou encanto ocorra.

Mas não é tão fácil assim...

Essência é algo imaterial demais para ficar presa em nosso interior e aceitar para onde é guiada. A essência não fica confinada ao corpo carne. Ela escapa por todas as direções e o rodeia à uma distância geralmente pequena. É aí que entra seu outro nome: aura.

Para isso existem os pingentes feitos pelas Hamadríades: não sabemos exatamente de que madeira são feitos, mas sabemos que é uma madeira forte e que age quase como um ímã para a essência. A atrai e concentra, permitindo que possamos controlar melhor o fluxo de essência, usar menos essência e potencializar o feitiço.

Muito simples, não?

Errado. Não é simples.

Dependendo do feitiço, o pingente pode se consumir, quebrar, trincar... Tudo porque você usou uma quantidade maior de essência do que o pingente suportava!

Por isso, os livros de Feitiços – que variam de pessoa para pessoa – costumam trazer observações sobre o pingente necessário ou equivalentes à tal, já que as coleções variam.

E agora? Só isso?

Não, não!

Como vocês perceberam, nem todos usam apenas palavras para serem realizados. Alguns utilizam símbolos, e alguns outros – como ocorre com os Magos – movimento de seus bastões.

E falando mais sobre Essência...

Cada raça possui um tipo de essência, por assim dizer. Quando se trata de Mestiços, a essência se alterna de acordo com a vontade do mesmo, o que faz com que eles possam usar feitiços típicos tanto do pai como da mãe. O que é muito legal, devo destacar!

Tenshi: Eshe...

Eshe: Ok, parei.

No entanto, como a essência vai pra todos os lados, devemos ter cuidado quando nos aproximamos de alguém de uma raça diferente com algum ferimento.

A essência do outro pode penetrar em nós através do ferimento e, dependendo da quantidade e de quanto tempo ficamos expostos, nossa essência pode ser “trancada”, ou melhor, sobreposta pela outra, e não podemos mais realizar Magia. Sempre que estiver ferido perante alguém que não é da mesma raça que a sua... Se não puder fazer um feitiço de desintoxicação, procure alguém que o faça. Só por garantia.

É mais ou menos o que acontece com aqueles que são transformados em Vampiros e Lobisomens. A essência daquele em quem se transforma sobrepõe a de sua natureza original e a pessoa não pode realizar magia. Ou quando um Vampiro se alimenta de alguém por muito tempo. Vai infectando cada vez mais. Embora humanos não possam realizar magia por natureza...

Assim, eles começam a usar alquimia, que exige muita concentração, sabedoria e conhecimento. Algumas de nossas bebidas mais famosas são frutos de experiências de alquimia!

Algumas raças, como as Sereias, gostam de cantar seus feitiços. Os Magos, de gesticular. Muitos, apenas verbalizar. Mas é tudo magia.

Eshe: E é basicamente isso. Se eu me aprofundar demais, sua cabeça vai começar a rodar...

Tenshi: Obrigada, Eshe! Você é muito fofo explicando essas coisas pra gente!

Eshe: Ah, não foi nada...

Tenshi: Não seja tímido! (abraça como se fosse bichinho de pelúcia)

Enfim, espero que tenha esclarecido qualquer dúvida que a poia da Stacy tenha deixado...

Stacy: HEY!

Tenshi: ... E, caso existam mais dúvidas, perguntem!

Abraços!

Tenshi Aburame