19 novembro 2016

Conto "Casa de Correntes"

Pessoas lindas.

Lembram de "Cidadão Zero", conto releitura da Chapeuzinho Vermelho num universo Space Opera?

Então.

Ainda não é a continuação "Cães de Caça"... Mas acontecimentos anteriores. Lembram quando a Chapeuzinho fala que salvou Capuz Amarelo? Então :v Assim como Cidadão Zero, surgiu de um desafio do Sem Título; dessa vez do tema em que o conto devia começar com "Eu matei alguém." Lá fui eu com nossa Caça-Recompensas favorita

Ganha um desenho quem descobrir os dois sentidos que o título tem além do óbvio da música :P

Adquira na Amazon

Ouça a música que ajudou a inspirar o conto




Sinopse:

"Me chamam na galáxia de Chapeuzinho Vermelho. Meu nome real não interessa.

Interessa que alguém me contratou para matar... Um cientista aí. Não lembro o nome do tal.

No laboratório escondido dele, encontrei Capuz Amarelo, a neta do Lenhador, o chefão no tráfico de armas, drogas e pessoas da galáxia. Não apenas vou receber uma bolada pela morte do cientista, como vou receber um bônus incrível pelo resgate de Capuz Amarelo.

Sabem quando foi a última vez que tive tanto dinheiro na minha conta? Exatamente, nunca."





Quote:

"E no momento que puxei de novo o gatilho, Capuz Amarelo se jogou em cima do meu braço e desviou o tiro. E então me socou na mandíbula boa, onde não havia metal. E forte. Puta que pariu, alguém ensinou ela a como ter uma boa foice de esquerda: um dos meus dentes quebrou. Não era o primeiro e sem dúvida não era o último, mas... Puta que pariu. A última mulher a me socar tão forte foi uma policial em Floresta Encantada."


Vamos lá? Eu sei, é curtinho, eu queria deixar menos de 1,99 temers, mas a Amazon não deixa :(