28 janeiro 2015

Resenha: Os Reinos de Nashira - O Sonho de Talitha


Editora: Rocco Jovens Leitores (simplesmente falei "dane-se, preciso, é Licia!")
Autor: Licia Troisi
Páginas: 430

"- Chega, chega! - gritou, jogando-se sobre o corpo de Saiph. - Eu irei! - berrou, desesperada. - Irei, mas não o mateis, eu vos peço!

Megassa parou, ofegante. Olhou para os dois corpos no chão, recuperou o fôlego e se recompôs.

- É claro que irá - disse entre os arquejos. - E agora suma da minha frente. E leve embora o seu servo." (Pg. 78)

Ok... Ok... *se recuperando psicologicamente do final que transformou meu coração numa bola bem apertada*

Nashira, o mundo que a Licia construiu dessa vez, é incrível. Tão incrível quanto o Mundo Emerso, mas com maiores detalhes, tanto nos povos quanto no mundo em si.

Talária é a região habitável, graças aos Talareth, as árvores capazes de produzir oxigênio, dividida em quatro Reinos. Cidades inteiras, fazendas e todo o necessário para sobrevivência crescem à somra dessas árvores, enquanto nos galhos mais altos dos Talareth das grandes cidades estão os Mosteiros. São os Sacerdotes que ativam as chamadas Pedras do Ar, para que elas atraiam o ar, e as penduram pelas cidades e vias. As Pedras do Ar também são utilizadas na realização de magia.

Os talaritas são a raça dominante: governantes, sacerdotes, e, como um todo, patrões. Já os femtitas são a raça dominada. Os escravos. Incapazes de sentir dor, são torturados e controlados através de surras que envolvem pequenas Pedras do Ar incrustadas em chicotes e bastões. Isso é agonizante para eles. Isso provoca dor. Isso pode levar à morte.

Talitha, a personagem principal e jovem na capa do livro, é uma talarita, filha do conde Megassa (um insuportável, idiota, egocêntrico...*continua a xingar indefinidamente até ser chutada por Syba). Depois da irmã, Lebitha, uma Sacerdotisa, seu melhor amigo é Saiph, um femtita, seu criado e um dos escravos da família.

Tava indo tudo muito bem... Até um acontecimento do tipo "My Heart" levar Talitha ao Mosteiro da sua cidade, Messe, como noviça, e Saiph ser vendido para o tal lugar. Lá dentro eles dão de cara com um conhecimento que os condena como "hereges", e aí, meus amigos, pernas pra que te quero.

À partir daí, vemos uma corrida contra o tempo através dos reinos em busca... Não conto. Descubram.

Os personagens são muito bem construídos. A gente realmente se envolve com eles, amando-os ou odiando-os, mesmo aqueles que aparecem por curtas páginas. Aliás, aqui destaco que a Licia soube trabalhar muito bem com a questão da escravidão na mentalidade do Saiph e de vários outros femtitas, e também com a Talitha, num determinado momento. Bato palmas: Licia deixou bem crível toda a questão.

A narrativa é ótima. É fácil imaginar como cada reino se caracteriza graças às descrições, assim como os personagens, psicologicamente e fisicamente.

A Rocco tá de parabéns pela diagramação e pela revisão. Não encontrei erros.

A capa é linda, sem mais nem menos. Os livros da Licia SEMPRE possuem capaz incríveis. Quem as faz, parabéns.

A história prende a atenção. Não temos muita ideia do que esperar,  quando se trata da missão em que Talitha e Saiph se enfiaram, para os próximos livros, Mas ainda assim, "O Sonho de Talitha" tem início, meio e fim. Os problemas não foram todos resolvidos, mas o objetivo que ela tinha quando deu de cara com o tal conhecimento no mosteiro foi alcançado. Agora é continuar a série e surtar pra saber como tudo vai se resolver - supondo que vá.

Classificação Final: