02 março 2013

Quote - Ossos de Dragões


Um Dragão voava ao meu redor, no alto do céu.  A envergadura de suas asas douradas era impressionante. Eu não conseguia medir. Mas o corpo... Bem, provavelmente um prédio de sessenta andares competiria com o Dragão para ver o mais alto se esse sentasse ao lado do prédio. E estou sendo generosa... Para o prédio.
Os chifres em sua cabeça se erguiam delicadamente, sete chifres com sete diamantes em suas bases, na testa do Dragão. Davam um ar feminino e real ao Dragão, como se ele usasse uma coroa; ele parou de voar e ficou de frente de mim, as asas deslocando grandes massas de ar, enquanto eu observava seu único olho, o outro com a pele como que costurada por cima, vermelho fogo com traços azuis e amarelos como o próprio fogo. Sem pupila. Como o cara que se dizia meu tio.
O Dragão ergueu uma das patas dianteiras, levando-a ao peito, rasgando-o e abrindo-o. Contive um grito, meus olhos se arregalando ao verem que haviam somente pulmões, coração e a bolsa que permitia aos Dragões inflarem o peito para soltar fogo.
Não existiam costelas.
“Você é a herdeira”
A voz soou diretamente em minha cabeça, feminina, mas potente e inquestionável, como voz de mãe. Não uma como a minha, mas mãe de verdade, que puxa a orelha dos filhos quando fazem coisa errada.
- Quem é você? – perguntei, e o Dragão apenas riu, enquanto aproximava mais o rosto do meu, permitindo que eu visse o meu reflexo em seu gigantesco olho. O que vi me fez ter náuseas: eu era um Dragão, com os olhos vermelho fogo como aquele onde eu me dia refletida, com escamas negras, brancas e cinzentas misturadas, com os mesmos chifres e diamantes na testa.
“Eu sou você”, a voz sussurrou, de um jeito mórbido que me fez gritar de horror.

E aí, e aí? Altas emoções previstas para Ossos de Dragões xD