13 agosto 2011

Tenshi apoia "Movimento Burns em prol do Repeito Literário"

Ok, ainda não li nem comecei a ler The Burns por falta de tempo, mas está na minha lista de leitura (Junto de Mágico de Oz, Epifania, Ouranos, Filhos do Pecado, Saga Lua Negra... É, nem os livros dos meus parceiros eu consigo ler. Trágico, eu sei) mas pelo menos fico atualizada.

E, enfim, a Marcia tem razão quanto à falta de respeito para com o autor e com a obra. Tipo, eu AINDA não recebi nada assim sobre Teorias ou qualquer livro meu, mas estou preparada caso venha. Mas sei e conheço (mais na área de fanfics) gente que passa por isso. E acho uma tremenda sacanagem alguém falar mal de uma obra. Ok, admito que sou TwilightHater e que nem coragem de ler The Host eu tive depois de ler até Eclipse (meio que peguei raiva da Meyer), mas eu LI Crepúsculo, Lua Nova e Eclipse antes de criticar. Desses eu falo algo. Mas nem me meto quando a discussão é sobre Amanhecer ou The Host. Porque EU NÃO CONHEÇO! E falar sobre algo que não conhecemos é, definitivamente, o fim. Um baita dum desrespeito, porque somos levados pelas impressões que a capa, a sinopse e outros na hora de falar.

Para esses que criticam de forma infundada e desrepeituosa: por algum acaso esqueceu a educação embaixo do travesseiro?

Se não gostou da sinopse, não leia. Se a história não te parece interessante, não leia. Sim, não leia, pra depois não vim falar idiotice porque queria que a história fosse de outro jeito, ao invés de criticar de forma inteligente para que o autor melhore. E, se ler por teimosia, tenha ao menos a decência de fazer uma crítica inteligente. Ou, faça como está bem ali no recadinho "Sangue dos Antigos é meu ò.ó" na lateral do blog: CRIE algo seu, do jeito que você quer, e não fale cazzo da história dos outros sem nem ter lido, só porque, pela sinopse, você acha que a vampira devia era ficar com outro vampiro e não com um humano ou o que raio que o parta.

E, antes de tudo, é necessário respeito para com o autor e com a obra.



Segue-se o Texto argumentativo presente em The Burns sobre a campanha.

Escrever não é uma tarefa fácil. São necessários disposição, criatividade e coragem. Sim, coragem, pois deixar que o mundo veja algo tão particular como alguma coisa de sua autoria pode ser mesmo assustador.

E o que dizer das críticas? Essas quando bem fundamentadas são capazes de promover o crescimento, não só do autor, mas da pessoa em si. Críticas são fundamentais em nossas vidas.

O problema das críticas está quando pessoas que não conhecem um trabalho, ou não o reconhecem, abrem suas bocas para falar mal de uma ou várias obras ou ainda difamar um determinado escritor. Isso é, antes de qualquer coisa, uma falta de respeito.

Uma crítica mal fundamentada pode destruir um sonho.

Somos hoje uma comunidade de quase mil membros reunidos por um interesse em comum: a série The Burns e seus personagens.

Em nosso clã, por exemplo, existem pessoas que não gostam de romances sem um fundo sobrenatural, outras que preferem contos e há ainda aqueles que não curtem temas cômicos. E mesmo com todas as diferenças de gostos, idades e até mesmo localização geográfica, nos tornamos uma grande família, cujo respeito é a parte fundamental e que nos caracteriza. Não é porque não nos identificamos com algo que devemos denegrir a imagem e/ou o trabalho que nos foi apresentado.

E esse é o motivo da campanha: Vamos respeitar o trabalho e o sonho alheio.

A ideia principal é promover o respeito nessa grande comunidade que é a internet.

Lembre-se: é seu direito não gostar do que é escrito, mas é seu dever respeitar o trabalho alheio.

Edna Martins, Equipe The Burns.

Se você tem um blog, se você é autor ou leitor, ou se simplesmente concorda com nossa campanha, poste nosso selinho. Vamos espalhar o respeito entre esse mundo cada dia mais expansivo que é o mundo Literário em redes sociais.


Enfim, gente... Essa é a mensagem que a Marcia deixou lá.

Ajudem aí. Todos nós queremos e merecemos respeito.

Beijos de Fadas!